Associação Pernambucana da Igreja Adventista do Sétimo Dia

Associação Pernambucana

História dos Adventistas em Pernambuco

HISTÓRIA DO ADVENTISMO NO NORDESTE

No dia 01 de novembro de 1926 temos registros da Sexta ata da Comissão Executiva da Missão Pernambucana dos Adventistas do Sétimo Dia (atas registradas como Missão Pernambucana até 16/12/1931) realizada no escritório à Av. Rio Branco, 59 em Recife, PE. Esse é o registro mais antigo de nossa história.

GUSTAVO STORCH E LEO HALLIWELL NA BAHIA E PERNAMBUCO

O casal Halliwell, recém-chegado dos EUA convida Storch, aproximadamente no ano de 1924, para um trabalho pioneiro na Bahia de Todos os Santos para “evangelizar todos os santos”. Mesmo sem ser ordenados ao ministério. Storch era o distrital da Capital da Bahia, do Estado e ainda do Estado de Sergipe (STORCH, 1982).

Quando das suas viagens na máquina a vapor “Maria Fumaça” um homem tomou das mãos do Pr. Storch as revistas que ele oferecia aos passageiros e jogou no rio São Francisco.   Relata o pastor – “Tive a tentação de agarrá-lo também e lançá-lo ao rio, junto com as revistas” (STORCH, 1982).

Baseado nos registros de alvo de recolta já em 1937, existia igrejas nas seguintes áreas

Rio Grande do Norte – Natal, Melão

Paraíba do Norte – João Pessoa

Pernambuco – Recife, Arruda, Jaboatão,

Floresta, Caruaru, Pau Santo, Raphael, Santa Cruz, Santa Maria, Timbaúba

Alagoas – Maceió, Areia Branca,

Campina Grande, Zumby, Victoria, São João dos Pombos, Condessa, Divisão, Gravatá, Salgado, Água Preta, Monte e Alegre.

Após a I Guerra Mundial, alastrou-se pelo mundo afora uma terrível crise financeira, que atingiu a economia da Igreja Adventista. Os salários dos missionários, que já eram magros, foram reduzidos. A Missão Bahia foi extinta, e seu território fundido ao da Missão Pernambucana, recebendo o nome de Missão Nordeste.

Nesse tempo, percorrendo os sertões de Pernambuco com uma velha motocicleta, o Pr. Teófilo, chegando ao sopé da elevada Serra do Vento, percebeu que não havia mais estrada, mas somente um “caminho de bode”, íngreme e estreito. Ele foi forçado a seguir o caminho andando com pesadas malas que continham suas roupas, apetrechos para o batismo, para santa ceia e rede para dormir.

O COLPORTOR LUIZ CALEBE

De sua surdez tirava vantagem, pois quando o freguês dizia que não queria o livro, ele fazia de conta que não estava ouvindo nada e continuava sua “oferta” até fechar o negócio.

Colportor Luiz Calebe

Colportor Luiz Calebe

Foi com Borboleta e Bolacha, seus dois jegues, que peregrinando pelo Sertão, Calebe encontrou-se com Lampião e seu bando. Lampião interrogou a Calebe, e este, em resposta, deu-lhe uma oferta do livro Vida de Jesus, e lampião comprou, e ordenou aos jagunços: “Ninguém toque neste homem, porque é um homem bom”.

SETE DISTRITOS DO TAMANHO DO MUNDO

Em 07 de janeiro de 1943, na 92ª Comissão da Missão Nordeste, através do voto 1013, foi votado dividir o território da Missão Nordeste com igrejas e grupos em sete distritos conforme discriminado abaixo:

Pernambuco Litoral – Sede em Recife, Arruda, Cordeiro, Vitória, Carpina, Cabo, Maricota, Paulista, Moreno, Jaboatão.

Pernambuco Interior – Sede em Garanhuns, Glicério, Angelim, S. João, Caruaru, Condessa, Tapuia, Palmeira dos Índios. Alagoas – Sede em Maceió, Penedo, Usina Brasileiro.

Paraíba Litoral – Sede em João Pessoa, Cabedelo, Sapé, Gravatá de Mulungu e Itabaiana.

Paraíba Interior – Campina Grande, Baixa Verde, Serra das Laranjeiras, Galante, Taperça, Patos, Pombal, S. Gonçalo, Antenor Navaro, S. Tomé, Sucuru, Chã do Jardim.

Rio Grande do Norte – Sede em Natal, Goianinha, Lage, Nova Cruz e Melão.

PLÁCIDO PITA EM SERGIPE

Em 07 de janeiro de 1943, na 92ª Comissão da Missão Nordeste, através do voto 1013, foi votado dividir o território da Missão Nordeste com igrejas e grupos em sete distritos conforme discriminado abaixo:

Pernambuco Litoral – Sede em Recife, Arruda, Cordeiro, Vitória, Carpina, Cabo, Maricota, Paulista, Moreno, Jaboatão.

Pernambuco Interior – Sede em Garanhuns, Glicério, Angelim, S. João, Caruarú, Condessa, Tapuia, Palmeira dos Índios. Alagoas – Sede em Maceió, Penedo, Uzina Brasileiro.

Paraíba Litoral – Sede em João Pessoa, Cabedelo, Sapé, Gravatá de Mulungú e Itabaiana.

Paraíba Interior – Campina Grande, Baixa Verde, Serra das Laranjeiras, Galante, Taperça, Patos, Pombal, S. Gonçalo, Antenor Navaro, S. Tomé, Sucuru, Chã do Jardim.

Rio Grande do Norte – Sede em Natal, Goianinha, Lage, Nova Cruz e Melão.

Lampião era senhor do Sertão por volta de 1925. As notícias dele atacando o Sertão começavam a incomodar Plácido Pita que ao mesmo tempo em que estudava a Bíblia com D. Francisca e o Pr. João Meier em Sergipe, fazia planos para entrar na milícia sergipana no intuito de fazer parte das expedições militares de combate ao cangaço liderado por Lampião.. Passou muitos anos na caçada ao bandoleiro (PITA, 1985).

Na perseguição aos bandidos, Pita teve diversos encontros com Lampião, mas no meio da confusão, ele desaparecia como por encanto (PITA, 1985).

No dia 13 de abril de 1940, Plácido Pita muda de exército e sela sua fé através do batismo no rio Cotinguiba. Seria agora soldado de Cristo.

Corria nesse mesmo ano uma guerra que envolveria o mundo. O exército de Hitler avançava para a África e União Soviética. A Inglaterra sofria os mais intensos e terríveis bombardeios da aviação alemã. Todos temiam a entrada do Japão na guerra, pelo preparo de suas tropas suicidas, ao lado da Alemanha (PITA, 1985).

O pioneiro, ex-caçador de Lampião, torna-se o Pastor Pita e em cima do seu cavalo “Superbom” leva o evangelho ao Sertão da Bahia e funda o distrito de Barreiras (PITA, 1985).

Administradores

Vários foram os administradores no período de 1926-2007. Temos registrados os seguintes nomes:

Presidentes:

  1. H. Meyeres › até novembro de 1926
  2. P. Mansell › até dezembro de 1929
  3. S. Storch › até dezembro de 1935

SURGE UM MISSIONÁRIO ÁVIDO LEITOR DA BÍBLIA

José Inácio Pereira de Araújo foi batizado numa conferência feita pelo Pr. Storch

José Inácio Pereira de Araújo foi batizado numa conferência feita pelo Pr. Storch

José Inácio Pereira de Araújo foi batizado numa conferência feita pelo Pr. Storch. Seus doze filhos foram educados num colégio adventista. Foi um dos primeiros vegetarianos do Nordeste. Morreu com a Bíblia na mão em 1974. Seus familiares encontraram a seguinte anotação na sua agenda particular de 1967: ”Tomei a Bíblia para estudar até 31.12.67 – 70.444 vezes.

JERÔNIMO GARCIA E A PRIMEIRA ESCOLA ADVENTISTA DO NORDESTE

Reconhecendo os resultados eternos que as escolas trazem para obra, Pr. Jerônimo providencia ou uma sala para que em Recife fosse organizada uma escola, apesar dos obstáculos e da crise financeira. Com alegria viu funcionar a escola no bairro do Arruda, em Recife, em 1938.

Algumas crianças de famílias não adventistas se converteram, hoje seus filhos são obreiros e ocupam posições de destaque na obra. Áurea Soares é uma delas e Williams costa Junior seu filho é hoje um dos maiores nomes da música e da comunicação adventistas.

Jerônimo Garcia e a primeira Escola Adventista no Nordeste

Jerônimo Garcia e a primeira Escola Adventista no Nordeste

Um dia indo para Tibaúba-PE, à cavalo, o Pr. Jerônimo tomou um tremendo tombo ao atravessar o rio Capiberibe-Mirim. Os outros pastores e esposas não sabiam se riam ou choravam, pois ele teve que atravessar o resto do rio nadando.

  • Oscar Castellani › até outubro de 1945,
  • Max Fhhrmann › interino em dezembro de 1945
  • Orlando G. Pinho › até maio de 1949
  • A. Wilcox › até dezembro de 1949
  • José Baracat › até dezembro de 1955
  • Otto Max Groeschel › interino em maio de 1954
  • Modesto Marques de Oliveira › até abril de 1956
  • Antônio R. Dourado › interino em maio de 1956
  • Benedito C. Dourado › até novembro de 1958
  • Manoel Ost › até janeiro de 1959
  • José O. Correia › interino em agosto de 1959
  • M. Groeschel › interino em janeiro de 1959
  • John Baerg › até junho de 1963
  • Pamer Harder › interino em 1960
  • José Cândido Bessa Filho › até janeiro de 1967
  • Altino Martins › até dezembro de 1970
  • Arandy Nabuco › até dezembro de 1973
  • Edwuin Eisele › até julho de 1976
  • Wandyr Oliveira › até agosto de 1980
  • José Freire do Nascimento › até abril de 1982
  • Carlos Magalhães Borda › até junho de 1982
  • Osmar Domingos Reis › até agosto de 1986
  • Helder Roger Cavalcanti Silva › até dezembro de 1988
  • Antônio Ribeiro de Oliveira › até outubro de 1990
  • Gerson de Souza Fragoso › até novembro de 1992
  • Gustavo Pires da Silva › até junho de 1998

SURGE O CENTRO EDUCACIONAL ADVENTISTA DO RECIFE

Neste período o departamento de educação da Missão Nordeste, representado pelo Pr. Luiz Carlos Lisboa Gondim, entrou numa luta com Deus e com os homens.

Dr. Milton Afonso também entrou na luta. O resultado foi a construção da escola modelo – Centro Educacional Adventista do Recife, a qual dentro de poucos anos foi citada pela revista Veja como uma das escolas de maior referência na cidade de Recife.

ÚLTIMOS ADMINISTRADORES

Jair Garcia Góes › até março de 1999

Geovane Souto de Queiroz › até dezembro de 2001

André Dantas › até a presente data. 2002 a 2006

Clóvis Ferreira Bunzen: 2007 a 2010

Carlos Ferreira dos Santos: de 2011 até o presente momento

 

Sede da Associação Pernambucana em 2014

Sede da Associação Pernambucana em 2014

Pastores da Associação Pernambucana em 2014

Pastores da Associação Pernambucana em 2014

Obs: Esta pesquisa esta em desenvolvimento, se você tem fatos que gostaria de contribuir, favor entrar em contato conosco

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *